quinta-feira, 26 de setembro de 2013

o caso de Guimarães, o do Estoril e o caldo entornado

I

Num fim-de-semana em qua as arbitragens foram do pior, sendo que, pelas minhas contas, o Estoril foi o grande prejudicado, pois teria vencido os do freixo com muita facilidade se tivesse defrontado, desde o início, 10 jogadores, os dirigentes e treinadores conseguiram ultrapassar a linha vermelha.


Jesus devia ter estado quieto em Guimarães? Devia. Mas não tendo conseguido controlar o impulso de defender um adepto perante o abuso da autoridade (vejam a cena desde o princípio e concluem facilmente que a polícia não pode fazer aquilo...), não pode, por isso, ser condenado na praça pública.


Querem a minha opinião?

Jesus actuou em excesso de legítima defesa de terceiros. 

Sabem qual foi o seu grande erro?

Passou a justificar a existência de um corpo nacional de polícia, que nem nome português tem e que, por isso, é ilegal, que actua, normalmente, em abuso de autoridade, de poder e utiliza a violência gratuita, justificando-se nas claques.

Estavam quatro em cima do rapaz...


II

No Estoril foi mais do mesmo: eles escolheram Nuno Lobo para atacar, reuniram provas e, no momento certo, agrediram-no, para que este contra-atacasse. Agora virá a artilharia... 

Adelino Caldeira é uma pobre criatura, que oscila entre a mediocridade desportiva e a péssima reputação profissional. Convenceu Póvoas a tirar-lhe 60 quilos, pensando que assim passaria despercebido. Nem o ar macilento, que as pílulas do doutor esqueletos garantem, o disfarçou: é o mesmo cão de fila que estava à porta do Tribunal de Gondomar, no dia 1 do "apito dourado".


Aquela gente está-se a borrifar para o Direito, porque sabem que não vivem num Estado que o respeite. Quando alguns dos meus amigos que mais falam em justiça social, em direitos e em progresso são os que se calam perante isto, perante o que esta gente faz há mais de 30 anos, em que país estamos?


III

Aqui neste blog, meus caros, estejam descansados: estão mais de 85 anos de Benfiquismo, de Benfiquismo com coluna vertebral, honra, dignidade e respeito pelo Homem. Podemos não ir além, mas não nos vergamos.

 

 


3 comentários:

  1. queria pedir que divulgasse este video apartir do minuto 0:59....onde varios jogadores do foculporto afastam a Policia e Stewards de adeptos que invadiram o campo https://www.youtube.com/watch?v=5fg-lo24kzk

    ResponderEliminar
  2. Acreditem ou não, o imbecil do luis não viu imagens televisivas do jesus da amadora no berço da Nação, nem vai ver. Assim como ainda não vi o golo do kelvin. Vejo fotografias... nestas coisas más, gosto de parar o tempo.
    Naquele fatídico golo, sabia que o Mini andava a atacar que nem um desalmado e vi o Miranda afastado na cobertura defensiva. Ficou registado o momento e esperei que as tulipas dessem melhor cheiro, cresceram mas nada de aromas...com o amor destroçado fiquei com aquele dedo em riste ao jesus na memoria fotográfica e pior que tudo o abandono do terreno de jogo daquela forma... o terreno começou a inclinar, deixou de ser futebol e como tal, entramos na área mais competente deste 33º presidente... penaltis atrás de penaltis..."alguém" que se dá bem nos defesos lá montou a estrutura à sua maneira... só na ponta da lança está muito veneno....

    -Isto tudo para confirmar modo fotográfico... nos episódios onde Portugal Nasceu, o nº 7 nem mexeu um dedo, assistiu serenamente... o vizinho dele não fuma charutos, será que gosta de palhaçadas polémicas fora de horas???

    ResponderEliminar
  3. Mais que os spotters, a minha dúvida vai para a legitimidade dos elementos da 2045 que são os primeiros a intervir. Pode-se ver que o primeiro spotter chega ao jovem praticamente ao memso tempo que JJ. Podem os elementos da empresa 2045 atirar um individuo ao chão para o imobilizar? A lei concede-lhes tal direito?

    ResponderEliminar